O artigo de conservar o impulso de criatividade

Portuguese · June 11th, 2021 · 0 corrections · 393 words · 3 min read

Sempre quis utilizar meu tempo ao máximo fora dos momentos onde não estava a estudar ou a trabalhar. Sonhava dum ferramenta que te faria umas perguntas enquanto estava a caminhar por a cidade. Uma ferramenta que aproveitaria do facto que não possas prestar atenção a tu aparelho para ditar-te o que aprendeste ultimamente.

Temos tempo para estudar em casa, no metro, no autocarro, mas não é possível a caminhar, a dirigir ou a fazer qualquer outra coisa que necessita uma atenção elevada. Então, vi isso como uma oportunidade para injectar informações ao subconsciente enquanto estão a fazer outra coisa.

Nasci então Polymind, uma solução para desenvolver tua própria experiência de aprendizagem interactiva. Podia digitar tuas palavras no sistema para estar desafiado pela aplicação de diferentes modos. Ainda podia desenvolver tua própria aplicação a utilizar o código fonte de Polymind. Era genial mas avançado demais, para estar gerado por uma sola pessoa.

Gostei de trabalhar sobre esse projecto ainda se hoje está em espera. Inventar uma solução da uma página branca até um produto funcional e disponível para download nas lojas de aplicativos, foi uma experiência que me empurrei a disciplinar-me em múltiplos aspectos de la vida.

O desafio o mais difícil nisso foi seguramente de manter o foco e não posso contar o número de vezes onde perdi meu tempo a desenvolver uma outra funcionalidade que não era parte do plano original. Todo este trabalho acumulado esgota os recursos a longo prazo.

Mas não sou uma pessoa que abandona em geral. Sim, a vezes começo algo e deixo-o depois, mas isso é normal no sentido onde não podemos saber se vamos a gostar esta nova actividade quando chega a hora. Então, quando consigo a descobrir um projecto que gosto realmente e que pareço deixar-o do lado com o tempo, em verdade só estou a tomar o tempo necessário para recargar as minhas baterias.

Fiz erros no processo de execução, erros que me desaceleram, que me fez perder o meu impulso e especialmente me fez perder a confiança de entregar algo funcional com o tempo, mas consegui de todas maneiras e isso me deixe orgulhoso.

Polymind esta a voltar.


Leave a Reply


More from this author

0

corrections

0

comments

Bem, não sei o que escrever hoje. Às vezes ocorre, não? Do outro lado, ontem falhei o meu primeiro dia de jejum, mas não me preocupo por isso, já que vou fazer simplesmente mais que posso, e aí está! Ainda consegui vinte-e-três horas de jejum consecutivos, não é mau. A parte disso, é a sexta-feira e tirei […]

Portuguese
Intermediate

0

corrections

0

comments

Tinha como objetivo de escrever todos os dias durante um mês para ver como isso me ajudaria com o aprendizagem da língua Portuguesa, e posso dizer que consegui uma velocidade e integrei várias palavras e expressões. Continuarei com este método por os próximos cinco meses talvez, e depois volverei ao italiano para chegá-lo a um […]

Portuguese
Intermediate

0

corrections

0

comments

Amanhã começo um jejum que espero, demorará ao menos três dias. Tentarei fazer o máximo que o meu corpo me permite, mas se consigo fazer duas semanas, não terei que provar nada mais a mim mesmo. Quando alguém faz um jejum, existem alguns problemas que possam prejudicar aos esforços que invistam para conseguir este objetivo. […]

Portuguese
Intermediate